Texto e Fotos:  Ricardo  Casarini

Entre os dias 20 e 23 de junho aconteceu no Centro de Yoga Montanha Encantada o retiro de Kum Nye – Yoga Tibetano. Conduzido pela professora de São Paulo, Rita Toledo, o retiro contou com uma programação de práticas diárias, que começavam nas primeiras horas de manhã e se estendiam pelo dia todo, inclusive com atividades noturnas.

DSC_0521Rita Toledo é aluna do lama tibetano Tarthang Tulku Rinpoche desde 1986, possui formação em Kum Nye – Yoga Tibetano, Psicologia Budista, Meditação e Arte Sagrada. A professora explicou que o Yoga Tibetano é uma prática que pode ser considerada como um sistema complexo de cura para o corpo e mente. A prática possui seu próprio ritmo que, naturalmente, é mais lento, servindo como um contraponto à aceleração, que geralmente é vivida no dia a dia.  Com um dos objetivos principais trazer o equilíbrio corpo/mente, os exercícios do Kum Nye exigem dos praticantes muito foco e auto-observação. A respiração é um dos elementos fundamentais na prática do Kum Nye.

Cerca de 25 participantes, que vieram de diversas regiões do país, participaram do retiro na Montanha Encantada. As atividades do retiro ficaram concentradas na sala de práticas Patanjali, que foi cuidadosamente preparada e decorada pela colaboradora da Montanha, Shabam.

Com a sala silenciosa, incenso e os participantes bem acomodados aconteceram as práticas diárias de Kum Nye. Na primeira noite de atividades, a professora Rita Toledo deu um panorama geral sobre a história do Kum Nye e também explicou aos participantes alguns detalhes sobre como são realizadas as práticas.

O Yoga Tibetano apresenta uma série de exercícios simples, com a intenção de acalmar e transformar os padrões negativos, aliviar o estresse e promover o equilíbrio e a saúde, aumentando assim o apreço e a satisfação pela vida.

site-01-01

O Kum Nye trabalha tanto os sistemas de energias densas, como os sutis do corpo. O Yoga Tibetano é um relaxamento que tem como um dos propósitos essenciais desbloquear tensões superficiais e profundas e liberar energia. É considerado um sistema de cura e transformação que “traz alívio para o sofrimento em todas as áreas da nossa existência”, como destaca Rita Toledo.

A professora explica que o Kum Nye é um sistema extremamente delicado com o Ser Humano e que a regularidade de sua prática proporciona mudanças no “mais profundo dos profundos”, nos chakras. Acontece uma expansão na percepção do Ser.

De modo gradual, o relaxamento Kum Nye transforma a qualidade diária de vida das pessoas e estimula a criatividade, exercitando as capacidades mentais e integrando o corpo e a mente.

site-01

Com afirmações num tom de voz firme e ao mesmo tempo doce, a professora Rita Toledo conduziu o ritmo lento das práticas de Kum Nye durante os quatro dias de retiro na Montanha Encantada:  “Cabeça amorosa e coração pensante, ritmo entre respiração e corpo, equilíbrio entre mente e coração”.

A professora garante que o Kum Nye leva os praticantes a acessar um espaço interno de liberdade e presença e o ponto chave para essa conquista é afrouxar os julgamentos. “A base do Kum Nye é o sentir!”, afirma com convicção.

final