Miila Derzett – Restauração para corpo, mente e espírito durante o retiro de Yoga Restaurativa

Texto  Texto e fotos Ricardo Casarini

Método inspirado em diferentes técnicas trabalha com o Yoga para a restauração de todo o sistema corporal

Restauração para corpo, mente e espírito durante o retiro de Yoga Restaurativa  

Método inspirado em diferentes técnicas trabalha com o Yoga para a restauração de todo o sistema corporal

A Formação em Yoga Restaurativa aconteceu no Centro de Yoga Montanha Encantada durante os dias 25 de abril e 1º de maio. Realizado por Miila Dezert coordenadora do curso e criadora do método, o retiro contou com a participação de aproximadamente 20 pessoas.

No penúltimo dia do curso, a professora Miila convidou os alunos da Formação Profissional em Yogaterapia, que ocorria em simultâneo, para que eles recebessem uma prática de Yoga Restaurativa.

A caminhada em conjunto entre o refeitório da Montanha e sala de práticas Ganesha revelaram um lugar cuidadosamente preparado para receber os convidados. Tudo parecia ter sido pensado nos mínimos detalhes. Luzes baixas e vários arranjos de flores pelo caminho. Chegando perto da sala Ganesha já dava para ouvir o som do violão e a voz de um dos anfitriões que cantava uma conhecida música de Almir Sater que cadenciava os passos dos convidados em um caminhar tranquilo e sereno: “Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais…”. A entrada estava preparada pelo lado dos fundos da sala e depois de dar a volta pelo deck de madeira contornando todo o espaço, havia um tapete rodeado de flores que direcionava os caminhantes a porta de entrada, coberta por um tecido branco projetando a frase: “Você está em casa”. Lá dentro, mais flores, incensos e muitos detalhes num ambiente extremamente aconchegante onde os participantes do curso de formação em Yoga Restaurativa esperavam com todo carinho seus convidados.

Cada um que entrava na sala era recebido por um dos participantes do retiro, que já havia preparado um espaço para aquela experiência de cura e carinho. Tapetinhos de yoga, cobertas, almofadas e todos os equipamentos necessários para o máximo conforto e aconchego esperavam os alunos da formação em Yogaterapia.

 Antes de começarem a receber os cuidados, a professora Miila Derzett deu as boas-vindas a todos e falou um pouco sobre o método. Logo em seguida, os participantes puderam experimentar uma sessão de Yoga Restaurativa, recebendo individualmente o cuidado e atenção de um cuidador.

No final da sessão aconteceu um momento de partilha, onde quem se sentiu à vontade pôde compartilhar o que havia sentido. No partilhar dava para sentir muita emoção e gratidão nas palavras dos participantes que puderam desfrutar desse momento de cuidado, atenção e carinho.

DSC_6093Miila Derzett, coordenadora do curso e criadora do método de Yoga Restaurativa, é praticante de Yoga há mais de 20 anos, tendo passado por diferentes práticas, como Hatha Yoga, Kundalini e Iyengar. Conta que o aprofundamento no Yoga começou durante a sua formação como atriz nos Estados Unidos.

Miila explica que há 14 anos teve uma experiência de vida que foi determinante para a sua caminhada no Yoga. Ela foi diagnostica com câncer e, a partir daí, passou a dedicar-se ainda mais às práticas com o objetivo de alcançar a cura. Miila comenta que nessa época começou a participar das práticas restaurativas que conheceu através do professor Hermógenes.

Miila fez sua primeira formação para professora de Yoga em Hatha Yoga com o professor Marcos Shultz e, logo em seguida, também fez a formação em Yogaterapia na Montanha Encantada.

A busca pela cura proporcionou uma grande mudança nos seus hábitos cotidianos e alimentares. Durante o tratamento, Miila se mudou do Rio de Janeiro para Porto Alegre, onde pôde receber todo o apoio familiar. Ela narra que durante o tempo de recuperação passou a praticar Yoga de outra forma. “Não era para ficar forte e nem por vaidade, mas sim pela minha vontade de viver”, conta. Nessa época praticou bastante Yoga para gestantes e encontrou esse ritmo de Yoga sem pressa, “uma pausa onde podia encontrar esse espaço de alegria”, comenta.

Decidida a se aprofundar na prática de Yoga para a sua cura, foi conhecer pessoalmente o professor Hermógenes e passou a ter com ele um relacionamento muito próximo. Ela conta que o professor passou a ser parte de sua família e acompanhou a criação e o crescimento de sua filha Jolie que, quando era pequena, o chamava de vovô.

Miila também fez formação em terapia ayurveda e ainda outra formação nos Estados Unidos em Hatha Vinyasa, com a professora Shiva Rea. Nos Estados Unidos também fez sua formação em Yoga Restaurativa americana e se encantou com essa forma mais lenta de praticar.

No encontro com a cura do câncer, Miila descreve que lembrou muito da simplicidade, da forma simples de viver e de como pequenas coisas da vida são muito importantes.

Milla também estuda yoga há 11 anos com a professora Judith Lasater, em São Francisco, EUA, já fez cinco cursos diferentes com ela e trabalhou como assistente em outros quatro.

Formada em Jornalismo Miila estudou comunicação não violenta e também se formou em psicologia.

Durante dois anos, a professora ministrou workshops de Yoga em diferentes lugares e esse período de estudos e práticas serviu para o aprofundamento de seu conhecimento e para a compilação do método de Yoga Restaurativa que criou. Fundamentos de Yoga, afeto, laços familiares, pausa, silêncio e meditação foram suas inspirações.

Em 2014, também nos Estados Unidos, conheceu o professor Herbert Benson e foi a primeira psicóloga brasileira aceita (ainda como estudante) para cursar o protocolo SMART, no Hospital Geral de Massachussets: Escola de Medicina de Harvad, no departamento do professor. Em Harvard Milla já fez seis cursos, todos relacionados a medicina, mente e corpo.

Miila também escreveu e publicou dois livros, “Relaxa” e o “Super Descanso”. Toda essa caminhada e experiência durante esse processo de cura e estudos se transformaram nesse método de Yoga Restaurativa, que se baseia em conhecimentos e técnicas de diversas linhas, como psicologia, antropologia, sociologia, budismo e neurociência.

Do método restaurativo, seu principal trabalho, Miila também elaborou um protocolo clínico, o protocolo “Ser”. Miila oferece a formação no método restaurativo em diversas partes do Brasil e também em Portugal. Comenta com alegria que já tem mais de 2000 alunos formados pelo método, nesses 12 anos de trabalho.

site

Grande parte dos alunos que participam de suas formações costumam repetir outras vezes. Miila tem alunos que já fizeram cinco vezes sua formação. A professora também destaca a enorme contribuição com o método que trouxe o companheiro de vida e trabalho Roberto Simões, que trouxe a sua experiência em sociologia e antropologia. Hoje os dois professores trabalham juntos nas formações.

O método restaurativo, que envolve essa diversidade de conhecimentos e técnicas, trabalha com o Yoga em outro tempo, com pausa, meditação e movimentos lentos. É uma escola que envolve uma prática de reflexão profunda e autoconhecimento.

No Centro de Yoga Montanha Encantada, Miila promove a formação todos os anos e já há cinco também oferece o curso em Florianópolis, onde vive atualmente. O amor pela Montanha Encantada é, segundo ela, “imenso” e comenta com carinho que se considera “filha da Montanha”.

Além das diversas formações Miila, já trabalhou e deu aulas em vários cursos da Montanha Encantada. Ela comenta que se sente muito bem aqui, junto à natureza e ao lado de pessoas que tem amizade e muito carinho.

Miila faz questão de comentar que sente um afeto e uma gratidão enorme pelos fundadores da Montanha Encantada, os professores Joseph Le Page e Lilian Aboim. Comenta que o curso de formação na Montanha é o seu preferido do ano, por se sentir realmente em casa. Em julho deste ano, 2019, ela vai ofertar pela primeira vez no Centro de Yoga Montanha Encantada a formação no protocolo clinico que desenvolveu, o protocolo “Ser”.

O método de Yoga Restaurativa se tornou o projeto e o propósito de vida de Miila que, além dos dois livros já publicados, também produziu um áudio book: “Como o câncer me curou”; e trabalha em seu terceiro livro, sobre conexão humana através do afeto.

Paixão Arrebatadora

Marina Martins é uma das alunas formadas pelo método que já participou de três formações e pretende continuar participando. Marina, que também possui graduação em jornalismo, além de dar aulas de Yoga Restaurativa é terapeuta corporal e atende em um espaço próprio, em São Paulo. Ela comenta que o encontro com os professores Miila e Roberto foi algo mágico, “uma paixão arrebatadora”. Ela conta que em cada formação aprofunda mais as técnicas em questões sutis. “Acontece uma quebra do senso comum, uma mudança nos padrões”, explica. Para ela, é muito importante participar das formações para entender cada vez mais o método, que em cada participação se “sedimenta e se torna mais forte”.

Marina explica que a experiência com a maternidade fez com que ela repensasse muito sobre a forma de vida que gostaria de levar e, por conta disso, não se reconhecia mais na profissão de jornalista. O despertar da mãe a levou a buscar um caminho em que pudesse “oferecer algo mais valioso” para o filho Oliver, hoje com 10 anos.

A professora, que já praticou Yoga nos Estados Unidos e na Índia, afirma que percebeu que o Brasil é um lugar onde o Yoga está muito forte. “Aqui estamos no topo”, comenta.

Marina também adora esportes e atividades físicas e destaca que o método de Yoga Restaurativa é uma prática que é “boa para todos”. Ela explica que o método não se reduz a um simples relaxamento, mas sim uma pratica que serve para realmente “restaurar todo o sistema”.

Essa foi a primeira vez que ela e o companheiro português vieram fazer a formação na Montanha Encantada. As outras duas foram em São Paulo. Dessa experiência aqui no Centro de Yoga, ela comenta que já “tinha sentido que aqui seria um lugar que voltaria muitas vezes”. Para ela, a experiência foi maravilhosa, “só confirmou o que já sabia”, garantindo que pretende voltar o mais breve possível. Inclusive já tem a data, que será no mês de julho, na formação do protocolo “Ser”, ministrado pela professora Miila. Finaliza a conversa destacando que gostou de tudo: “o ambiente é muito agradável, as pessoas, o lugar é incrível”.

DSC_6133

Comentários estão fechados