“O Yoga e a espiritualidade me salvaram”

Mais uma história de um dos alunos do Centro de Yoga Montanha Encantada

Texto e fotos Ricardo Casarini

Com um jeito tranquilo, voz serena e um sorriso simpático no rosto, o aposentado Ocimar Braga Vicente, de Barra do Piraí/ RJ, cativa os participantes do curso de Formação Profissional em Yogaterapia, da Montanha Encantada.

Ocimar conta que veio para a formação na Montanha com a intenção de adquirir conhecimento para abrir um espaço próprio em sua cidade, com o objetivo de atender um público específico, com quem ele gosta muito de trabalhar, que são adultos com alguma condição de saúde, crianças e idosos.

Ocimar fez sua a formação para professores de Yoga no Asharan Sri Aurobindo, em Guaratingueta, no Estado de São Paulo. Praticante de Pilates, ele conta que desde a sua formação foi convidado a substituir a professora de Yoga do espaço em que praticava e, desde então, passou atuar como professor de Yoga.

Ele ficou sabendo do curso em Yogaterapia na Montanha Encantada através de uma pesquisa na internet, onde encontrou a página do Centro de Yoga. O conteúdo do curso e a experiência dos professores chamou a atenção de Ocimar e então ele resolveu participar da formação, com a intenção de adquirir experiência e mais ferramentas para a atuação no espaço que pretende abrir.

DSC_6223Contando um pouco de sua história, Ocimar explica que veio de uma família muito humilde e que desde muito cedo já começou a trabalhar, aos 14 anos. Conta que conseguiu estudar graças a bolsas de estudo que recebia e sua formação universitária só foi possível ser concluída através da ajuda de alguns amigos de seus pais, que faziam “vaquinha” para pagarem seus estudos.

Ocimar se formou em administração de empresas, no Centro Barraense de Ensino Universitário, em 1982. Durante a graduação fez estágio na empresa Xerox do Brasil e antes do término dos estudos já foi efetivado pela empresa, onde trabalhou por cerca de 15 anos.

Como analista e assessor de materiais, na empresa Xerox, trabalhou em diversas cidades, como São Paulo, Vitória, Rezende e Manaus. Depois de anos de experiência na empresa, Ocimar decidiu pedir demissão para buscar outros desafios, foi quando foi trabalhar na em presa Accer, em São Paulo. Foi durante esse período que Ocimar conheceu o Yoga, através do método De Rose, e se tornou um praticante.

Com a experiência que adquiriu na área, Ocimar foi convidado a trabalhar na empresa Dell, que iria se instalar no Brasil. Foi para os Estados Unidos receber o treinamento necessário para ajudar na implantação da Dell no Brasil e quando voltou passou a atuar no planejamento estratégico da empresa, em Eldorado do Sul, próximo a Porto Alegre e, na sequência em São Paulo, onde trabalhou por mais três anos, antes de se aposentar.

Ocimar conta que sempre foi muito ligado a espiritualidade e nos momentos de folga da correria do trabalho, estudou Reiki e aprendeu Apometria. Ocimar conta que a busca espiritual se deu por conta de que sempre sentiu um chamado forte para ajudar as pessoas.

DSC_7144

Casado com a professora, também aposentada, Elizaberth Cruz de Siqueira Vicente, tem dois filhos, Tadeu, hoje com 34 anos, formado em Economia, e Milene, 36, formada em Pedagogia, ambos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Ocimar conta orgulhoso que nos últimos anos de trabalho, antes de se aposentar, começou a construir a casa da família, na cidade natal barra do Piraí, e nessa época teve que viver um tempo sozinho em São Paulo, enquanto a esposa cuidava das coisas na cidade.

Depois de aposentado, Ocimar passou a cuidar do sogro que estava doente. Durante mais de dois anos dedicou sua vida a esse cuidado, pois o sogro tinha que fazer hemodiálise diariamente e necessitava de cuidados e atenção especial.

Ocimar ainda conseguiu arrumar um tempo para estudar, fazendo um curso técnico de Agronegócio, pois tinha um sonho de ter um sítio e trabalhar com produtos orgânicos.

Após o falecimento do sogro, Ocimar tinha planos para tocar seu projeto em frente, mas, passados apenas quatro meses, teve um infarto e precisou se dedicar ao cuidado com a sua própria saúde. Passou por cirurgias e nove meses para sua recuperação. O professor conta que o Yoga e a espiritualidade que o salvaram do infarto e o ajudaram muito em seu processo de recuperação.

Ele explica que até mesmo os médicos não entendiam muito as causas que o levaram a enfartar, pois Ocimar tinha uma vida bastante ativa, com prática regular de exercícios físicos e também cuidava bastante de sua alimentação.

Depois de enfrentar esse período de recuperação, Ocimar decidiu seguir em sua vida de prática e com as aulas de Yoga. Divertido, ele comenta que sempre gostou muito de carnaval e junto com a esposa sempre desfila na Escola Saí de Baixo, em sua cidade e também em escolas de samba do carnaval do Rio de Janeiro. Ocimar também frequenta um centro de Umbanda, onde estão abrindo espaço para ele falar sobre Yoga, saúde e qualidade de vida.

Sobre a formação em Yogaterapia, Ocimar comenta que gostou muito, destacando o acolhimento e a amorosidade dos professores e de toda a equipe, que o receberam muito bem. Para ele o conhecimento passado no curso, “não é algo superficial, é bastante aprofundado e também científico”. O professor também destacou a troca que acontece entre o grupo, que é “algo muito espontâneo”.

Ocimar comenta que “a Montanha é um lugar mágico” e que se identificou muito com o método, que pretende trabalhar assim que chegar em sua cidade e montar seu próprio espaço. Ele também pretende levar o projeto Coração Saudável para Barra do Pirai e afirma que pretende voltar para Montanha Encantada em breve, para fazer o curso de Pranayamas, Mudrás, Bandhas e Cura Prânica.

DSC_5886

Comentários estão fechados