Centro de Yoga Montanha Encantada recebe visita de crianças da Escola Municipal de Garopaba

TEXTO E FOTOS  RICARDO CASARINI 

Na manhã de terça-feira, dia 21 de maio, o Centro de Yoga Montanha Encantada recebeu a visita de uma turma de crianças da Escola Nova do Ambrósio, de Garopaba. Os estudantes foram levados para a vista pela professora contadora de histórias e musicalizadora Maria Aparecida Ramos Dias. Ela explicou que as crianças que vieram visitar a montanha fazem parte de um projeto de uma metodologia de projetos de musicalização e contação de histórias, que ela trabalha, que é realizado por módulos. Um dos módulos do projeto trabalhou o Yoga com contação de histórias, fazendo também uma relação com os animais e vegetais da flora e da fauna e buscando trazer um reconhecimento da importância com o cuidado com o meio ambiente.

Ela destaca que a ideia é fazer com que as crianças pensem e sintam que fazem parte do meio ambiente e que através das práticas das posturas, dos asanas, da meditação, dos mantras, mudrás e outras atividades como pintura de mandalas, as crianças podem ser sensibilizadas para elevação do Ser. Através desse “Yoga brincante”, a professora acredita que as crianças podem fortalecer e elevar esse Ser criança.

site-01

Ela explica que essa concepção se alinha com as ideias do professor Hermógenes, que acredita que as crianças por si mesmas não precisariam de aulas de Yoga, porque elas simplesmente são. Mas, como destaca a professora, “estamos vivendo em tempos tão embrutecidos, digitais, virtuais e midiáticos, que as mentes das crianças estão totalmente poluídas e barulhentas e, que a grande maioria tem uma dificuldade incrível de concentração e escuta”.

A ideia do projeto, conforme explica a professora, é entrar nesse universo das práticas de yoga, corporais e de mantras, através do lúdico, trazendo para as crianças essas histórias milenares, míticas e mágicas, “que elas adoram”, como destaca.

DSC_8968

A professora acrescenta que trazer as crianças para um espaço como a Montanha Encantada é uma forma de elas estarem em contato com a natureza e também uma oportunidade para que as crianças possam conhecer lugares e espaços onde o Yoga está presente em todos os seus aspectos, no corpo, na alma e na mente. A professora acredita que a abertura desse canal com as crianças também é uma forma de sensibilizar os adultos, os professores e os educadores do quão importante é esse tipo de vivência e o quanto poderiam servir de ferramentas pedagógicas, que ela acredita serem essenciais para uma educação contemporânea.

Contando um pouco sobre sua trajetória a professora explica que quando estudou teatro se apaixonou pelo teatro antropológico, que traz praticas milenares para trabalhar o corpo do ator. Em simultâneo aos estudos ela também praticava Yoga, no Rio Grande do Sul, onde estudava.

DSC_8976

Um tempo depois, Maria Aparecida participou de um retiro do Simplesmente Yoga na Montanha Encantada e, na sequência, fez a formação com o professor Marcos Schultz. Ela segue acompanhando retiros e afirma trazer a Simplesmente Yoga dentro do coração. Assim como tem a Montanha Encantada como uma referência, “onde de alguma a forma sua mente, coração e respiração estão plantadas”, através dos ensinamentos do professor Marcos Schultz.

A professora também faz um parêntese, que considera muito importante, destacando que em seu trabalhado leva o Yoga como forma de saúde integral, ou integrativa, dentro de uma concepção e de uma visão do professor Joseph Le Page, co-fundador da Montanha Encantada.

DSC_8842

Olhares curiosos

Os olhares curiosos e inquietos conduziram as crianças do terceiro ano do ensino fundamental na visita à Montanha Encantada. A professora de Yoga da Montanha, Amália Iatarola, foi quem recebeu as crianças para o passeio, já no portão de entrada da Montanha. O primeiro lugar visitado foi a sala de práticas Patanjali, onde as crianças já se encantaram pelo laguinho na entrada, fazendo diversas perguntas.

Em seguida, após retirarem os sapatos, as crianças entraram na sala e puderem conhecer o espaço de prática e também escutar um pouco sobre a história e filosofia do Yoga, apresentados pela professora Amália.

Na sala Patanjali, enquanto alguns mais curiosos faziam diversas perguntas para Amália, outros tentavam realizar alguma postura de Yoga, ou então brincavam escorregando no chão de madeira. Outros ainda, faziam posturas de meditação sentados e se concentrava de olhos fechados em frente a um pequeno altar com uma estátua de Buda.

Agitados e bastante ansiosos e falantes as crianças seguiram, passando por uma rápida visita ao centro de terapias Dhanvantari e subindo até a sala Ganesha, onde depois de formarem um grande círculo e entoarem o mantra Om, puderam participar de uma aula de Yoga, com a professora Amália.

A parte final da visita das crianças foi destinada a um passeio na piscina natural e em seguida uma visita ao pasto onde ficam as lhamas e apalcas que vivem na Montanha Encantada. As crianças se encantaram com os animais, que também pareciam muito curiosos com a presença de tantas crianças.

DSC_9220

Na despedida do grupo, a professora Maria Aparecida ainda ressaltou que para ela esse tipo de vivência fecha um ciclo, como arte educadora, de um contexto que lhe dá uma base muito plena e completa, do que considera fundamental para se pensar o que realmente deveria ser a educação e o que se deveria ter como conteúdo nas escolas. “Uma educação para humanidade, para humanizar e para uma cultura de paz”, como defende.

A professora também fez um apelo para Montanha Encantada ajudar a unir a comunidade do Yoga, que ela acredita que como Garopaba é conhecida como uma capital do surf, também poderia ser considerada como uma capital do Yoga. “Existe um movimento bastante significativo por aqui e temos tudo para isso”, finaliza.

DSC_9076

 

Comentários estão fechados